Iogurte DANIO, MATA SUA FOME ?

Após o lançamento do Iogurte grego por suas concorrentes, a multinacional Danone trouxe ao mercado o DANIO, iogurte que exigiu um investimento de R$ 120 milhões, o maior já realizado pela Danone no Brasil em quatro décadas.
Qualquer comparação é possível, já que o sabor e a consistência são muito similares. Entretanto, por ter um valor proteico superior (10g na porção), a fabricante o distinguiu de outros produtos devido seu maior poder sacietógeno, ou como se encontra no rótulo “ MATA SUA FOME”.

CARACTERÍSTICAS DO PRODUTO:
LISTA DE INGREDIENTES (TRADICIONAL):
Leite desnatado e/ou leite desnatado reconstituído, xarope de açúcar, creme, fermento lácteo e espessantes goma guar e carboximetilcelulose.

DIFERENÇAS ENTRE AS VERSÕES:
A versão com calda de pêssego tem o maior valor calórico das três versões, 132 kcal na porção. 

VALOR EM MÉDIA:
R$ 2,50 – R$3,00

QUANDO COMPARADOS:
Danio X Grego (DANONE): Os valores de calorias, carboidratos e cálcio são bem similares ou quase equivalentes. A quantidade de gordura do Danio é levemente menor. E a quantidade de proteína, realmente, é o dobro no Danio.
DANIO X GREGO LIGHT DA NESTLÉ: Nesse caso, os valores são similares em quase todos os sentidos: calorias, carboidratos, gorduras totais e saturadas e Cálcio. O Danio continua tendo um pouco mais de proteína (mas não o dobro).
DANIO X IOGURTE DESNATADO: O iogurte desnatado tem menos gordura, mais carboidrato e maior quantidade de cálcio.

REALMENTE FUNCIONA:
Além de diferentes efeitos sensoriais, a proteína, o carboidrato e lipídio têm diferentes ações nos mecanismos pré e pós-absortivos da saciedade. Estudos mostram que pessoas têm menor fome, maior saciedade e apresentam menor ingestão calórica após a ingestão de proteína, quando comparada à ingestão de carboidrato e lipídio. Dentre os processos envolvidos no maior poder sacietógeno da proteína destacam-se:
 1) Sua menor palatabilidade em relação aos outros macronutrientes e conseqüente ingestão calórica reduzida;
 2) A presença de quimiorreceptores no lúmen intestinal que são ativados pelos aminoácidos e promovem a saciedade por via aferente do nervo vago ao núcleo do trato solitário, localizado no hipotálamo;
3) Produção de neurotransmissores (serotonina, histamina) e de catecolaminas (dopamina, adrenalina e noradrenalina), dependente de aminoácidos precursores (histidina, triptofano, tirosina), que levam a uma redução na ingestão calórica e um aumento no gasto energético (Hermsdorff et al. 2007).

FUNCIONA PRA MIM?
Estes produtos podem sim servir de opção de lanche, entretanto pensaria na utilização dele de forma diferente no emagrecimento e na hipertrofia muscular.

RESUMO:
Pontos Negativos: Valor e Baixa quantidade de fibra e cálcio.
Ponto Positivos: Diferenciado valor proteico.

Somente o profissional de nutrição saberá distinguir o que realmente se faz necessário a você!!!  Qual a melhor proporção, a quantidade e a fonte de proteína a ser utilizada.

João Pedro Castelo Branco
Nutricionista
Especialista em Nutrição Esportiva
Membro Associado da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva 
Administrador Centralnutri

Referencias:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia Também: